O BNCC e a priorização do Professor

Na última semana, a discussão em torno da aprovação da Base Nacional Comum Curricular – BNCC – foi intensa e ainda continua como pauta para aprovação do governo. Reconhecido como o documento que estabelece o conjunto de habilidades e conhecimentos essenciais que devem ser desenvolvidas pelos alunos em cada etapa da Educação Básica, o BNCC tem como objetivo nortear os educadores das redes públicas e particulares do Brasil acerca do currículo básico para ser implantando, respeitando a diversidade cultural do país e as singularidades de cada região. A proposta é reduzir desigualdades no momento em que se oferece a todos as mesmas oportunidades de aprender.

Ao acompanharmos as discussões e alterações nos textos realizadas ao longo dos últimos anos, mais uma vez reforçamos a importância de priorizar o professor nessa jornada. O documento da BNCC será uma ferramenta para dar diretrizes aos educadores, mas como será a parte da real capacitação destes profissionais? Proporcionar formação continuada para o professor saber lidar com os desafios diários, com as mudanças de cenário, acompanhar as novidades junto aos alunos é fundamental. Onde há desigualdade, há conflito. E em um país de grandes dimensões como o nosso Brasil, o professor é peça chave para que estas diretrizes do BNCC sejam aplicadas de forma efetiva junto aos alunos.

Investir no trabalho dos docentes é essencial para que as questões educacionais sejam bem tratadas no espaço escolar, principalmente com a aprovação da Base no ambiente escolar, ofertando uma educação de qualidade aos alunos.

A Menthor fomenta essa discussão e propõe soluções para capacitar o professor em seu desenvolvimento profissional, direcionando um caminho que o ajude a lidar com tantas mudanças em tão pouco tempo. Trata-se de um curso que trabalha desde as competências socioemocionais, às situações de conflitos e indisciplinas escolares, quais são as principais técnicas já existentes para lidar com tudo isso, e com utilizar da criatividade para tratar do assunto de forma leve e com resultados efetivos.

O curso PONTE PARA PAZ acaba de ser lançado em todo Brasil, em plataforma 100% digital, ministrado por Annemarie Richter, Mestre em Mediação e Resolução de Conflitos pela Fundação Universitária Iberoamericana.  A ideia é proporcionar aos profissionais da educação técnicas que facilitem a relação entre alunos e professores, as diferenças e particularidades de cada um dos tipos de indisciplinas escolares, como lidar com os conflitos que surgem sem que eles levem as questões para o lado pessoal, e como usar a criatividade para reenquadrar as situações e encontrar soluções. Clique aqui e saiba mais!

 

Foto: Freepik

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *