O que você pode ensinar aos seus alunos sobre moral no Carnaval?

Que o carnaval é a festa mais popular do Brasil, celebrada nos quatro cantos do país, das mais diversas formas e um símbolo da cultura nacional, a gente sabe. Mas sabemos também que é um período de excessos e muitos perdem a linha e os limites, com eles mesmos e com os outros. E como falamos o tempo todo de educação, escola, aprendizado, é neste momento que podemos nos questionar sobre o que devemos ensinar aos nossos alunos sobre o Carnaval. ✨ ???? ???? Mais que história, podemos falar de moralidade, respeito, limites aos nossos jovens e incentivá-los, por meio de nossos próprios exemplos.

Para começo de conversa, temos que entender que moralidade é sobre atitudes e não sobre sentimentos, portanto, a escola não pode se calar sobre o assunto, sobre a educação moral. É necessário se preparar. Se há a consciência de que se tem moral, você entende que não pode xingar ninguém, ultrapassar os limites do outro, desrespeitar. É aquele ponto: não preciso gostar, mas preciso respeitar!

Outro ponto interessante é perceber que a moral pressupõe, também, uma hierarquia de valores e ensinar à criança ou ao jovem que ter desejo não significa ter direito é fundamental. Mas, e se o clima ficou tenso e todos deixaram que as emoções falassem mais alto e um conflito for instaurado, o que não é difícil de ocorrer nessa época carnavalesca?

Vale lembrar que o causador do conflito não pode ser retirado da situação que provocou. Ele deve aprender com o ocorrido. Isso porque a moralidade só é aprendida se o conflito é vivenciado pela pessoa que o causou além das consequências geradas por ele.

Aliás, terceirizar conflito é algo que não deve ser feito se quisermos ensinar a moral para nossas crianças e jovens. Sim, ele precisa ser vivenciado para que possam se expandir e amadurecer.

Carnaval é tempo de alegria e de diversão e, são nestes  momentos que podemos reforçar ainda mais esses conceitos de moralidade e comportamentos que já eram para estar absorvidos, internalizados pelo ser humano, mas não estão. Por isso a busca pela constante evolução!

#Bora pensar!  #bora carnavalizar!

Foto: Canva

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *